Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade
Atualização de Cadastro
Associe-se
Esqueceu sua senha, clique aqui!
Home / Cânabis e saúde mental – gerenciamento em primeiros cuidados
Cânabis e saúde mental – gerenciamento em primeiros cuidados

Na edição de agosto de 2010 da Australian Family Physician se encontra uma crítica clínica intitulada “Cânabis e a saúde mental – gerenciamento em cuidados primários” por Dan I Lubman e Amanda Baker que começa da seguinte maneira: " A Cânabis é a droga ilícita mais usada na Austrália. O uso regular da droga foi associado a um maior risco de uma série de danos, incluindo o desenvolvimento e a exacerbação de distúrbios mentais. Este artigo analisa as evidências atuais relacionadas à neurofarmacologia da Cânabis e o seu impacto sobre a saúde mental, assim como as estratégias relacionadas à avaliação e ao gerenciamento da cânabis e aos distúrbios mentais coincidentes no cenário de cuidados primários.

" Os usos precoce e pesado da cânabis foram associados ao início de psicose e depressão, enquanto o uso crônico resulta em resultados mais pobres de tratamento dentre estes distúrbios mentais coincidentes. O gerenciamento eficaz envolve o desenvolvimento de compromissos terapêuticos e de um relacionamento sem fim, com o monitoramento do uso de cânabis e problemas de saúde mental. O tratamento farmacoterapêutico padrão do distúrbio mental pode ser associado à redução do uso de cânabis, embora a intervenção psicológica adjunta seja também possivelmente requerida. "

Filiados à:
Ibero Americana Wonca AMB
Newsletter
cadastre-se e receba informações sobre a Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade
Todos os direitos reservados: Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade Desenvolvido por Link e Cérebro