NotíciasHome / Notícias / SEMANA MUNDIAL DA AMAMENT...
Semana Mundial da Amamentação 01/08/2017

Para comemorar a Semana Mundial da Amamentação, a SBMFC prepara série especial com orientações e esclarecimentos a respeito da importância da nutrição e alimentação de crianças pelo leite materno. Esse processo tem aumentado no Brasil, apesar do desmame precoce ser uma realidade presente. Ainda, segundo o movimento WABA – World Breastfeeding Week,  a prática tem caráter social, conforme informações abaixo e ainda indica que a não amamentação está associada a perdas econômicas de cerca de US$302 bilhões anualmente ou 0.49% da renda nacional bruta (RNB) per capita:

Nutrição: As crianças amamentadas recebem nutrição ideal e proteção contra infecções.

Segurança Alimentar: O leite materno tem fonte segura e assegura a alimentação mesmo em tempos de crises humanitárias.

Redução da Pobreza: A amamentação é uma forma de baixo custo para alimentar os bebês, sem sobrecarregar o orçamento doméstico.

Algumas mulheres conseguem amamentar os bebês sem problema nenhum, porém a amamentação não é um comportamento completamente instintivo e uma boa técnica pra facilitar o processo pode ser ensinada e aprendida pela mãe e o bebê.

O papel não é só do médico de família, mas de toda a equipe multidisciplinar, assim como o do pai, que é fundamental para que a mãe se sinta segura e confiante para tornar esse momento de afeto em fator imprescindível para a saúde do bebê. 

Há inúmeras vantagens no aleitamento materno não só para o bebê, mas também para os pais e, consequentemente, para toda a família, já que o ato envolve até custos econômicos, pois inibe a compra de fórmulas, cujos valores são altos. Além disso, o leite materno é um alimento natural e renovável, que é seguro para o meio ambiente, produzido e entregue sem causar poluição, sem uso de embalagem e sem desperdício.

Há diversas informações desencontradas e muitos ditos populares sobre amamentação, porém, está cientificamente provado que proporciona redução da ocorrência de doenças infecciosas e a morte decorrente das doenças de maior gravidade; auxilia no bom desenvolvimento físico, psíquico, emocional e nutricional; reforça laços afetivos entre mãe e bebê; transmite anticorpos, garantindo proteção contra diarreia e doenças respiratórias e manifestações atópicas e promove o desenvolvimento craniofacial do bebê pelos movimentos adequados da musculatura oral fechando um circuito fisiológico da sucção, respiração e deglutição corretas. Os benefícios são inúmeros, confira alguns estudos e materiais com dados e embasamento científico:

Estudos:

Evidencias científicas dos 10 passos para o sucesso do aleitamento materno. Organização Mundial da Saúde. Brasília, 2001. Acesse:  https://goo.gl/A6Qydy

Benefícios da amamentação para a saúde da mulher e da criança: um ensaio sobre as evidências. Cadernos de Saúde Pública. Cad. Saúde Pública vol.24  suppl.2 Rio de Janeiro  2008. Acesso: https://goo.gl/w6FgC4.

Benefícios e importância do aleitamento materno. UFMG. Minas Gerais, 2014.  Acesse: https://goo.gl/Bqb6ye

Promoção, proteção e apoio à amamentação na atenção primária à saúde no Estado do Rio de Janeiro, Brasil: uma política de saúde pública baseada em evidência. Cad. Saúde Pública vol.21 no.6 Rio de Janeiro Nov./Dec. 2005. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000600040

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS