NotíciasHome / Notícias / POSICIONAMENTO DA SBMFC S...
Posicionamento da SBMFC sobre as mudanças climáticas 11/12/2009

A Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) se reconhece entre os sujeitos sociais que tem um papel diante do consenso científico liderado pelo IPCC* (Painel Intergovernamental de Mudança Climática) de que a Mudança Climática (MC) já está acontecendo e é principalmente causada por Gases de Efeito Estufa (GEE) antropogênicos. A SBMFC assume a preocupação expressa no relatório do Lancet** de que a Mudança Climática é a maior ameaça global à saúde no século XXI. As evidências científicas atuais indicam que a mudança climática agravará a carga dos problemas de saúde de forma anti-equitativa, através do aumento das doenças diarréicas, das transmitidas por vetores e roedores, das doenças respiratórias, da desnutrição, da escassez de água potável e do impacto de eventos extremos (tempestades, secas, enchentes, etc.), além de migrações rápidas de grandes contingentes.

A SBMFC apóia as mais diversas iniciativas sociais e governamentais para mitigar os efeitos da MC e adaptar conscientemente o Brasil para suas conseqüências já presentes. Apóia a iniciativa do governo brasileiro em reduzir as emissões brasileiras de GEE em até 38,9% (com base em 2020) e em buscar um acordo de cooperação internacional na Conferência de Mudança Climática de Copenhagen que faça jus a esse esforço nacional.

A SBMFC entende que o Desenvolvimento Sustentável é um imperativo para buscar a plena saúde das pessoas. É fundamental buscarmos co-benefícios entre mitigação/adaptação diante da MC e saúde pública (e.g., como reorientar o sistema de transportes com objetivos de reduzir tanto a significativa poluição atmosférica quanto a epidemia de mortes no trânsito).

O povo brasileiro tem direito constitucional à Saúde, e a Saúde Ambiental é uma condição para que possa ser alcançado. A Atenção Primária à Saúde (APS) recebe impacto cada vez maior da MC e tem, simultaneamente, um papel cada vez maior em sua abordagem. A SBMFC conclama os órgãos ligados à construção da APS no país a inserirem esta preocupação com urgência em seus trabalhos e perspectivas e apóia toda iniciativa de seus sócios para individual e socialmente assumirem seu papel diante dessa realidade.

* Painel Intergovernamental em Mudança Climática (Intergovernamental Pannel on Climate Change). Disponível: <<http://www.ipcc.ch/index.htm>>. Acesso em: 26 de novembro de 2009.

** Manejando os efeitos da mudança climática na saúde (Mananging the health effects of climate change). The Lancet, vol.373: 2009.

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS