Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade
Atualização de Cadastro
Associe-se
Esqueceu sua senha, clique aqui!
Home / Avaliação da macrocitose
Avaliação da macrocitose

Na edição de 1º de fevereiro de 2009 de American Family Physician, há uma revisão clínica intitulada Evaluation of Macrocytosis (Avaliação da Macrocitose), por Joyce Kaferle e Cheryl Strzoda, que assim começa: "A macrocitose, definida de maneira geral como um volume corpuscular médio maior do que 100 fL, é encontrada frequentemente quando é realizada uma contagem sanguínea completa. As etiologias mais comuns são alcoolismo, deficiências de vitamina B12 e folato, e medicamentos. Os exames físicos e de histórico, o nível de vitamina B12, contagem de reticulócitos, e um esfregaço periférico são úteis para delinear a causa subjacente da macrocitose. Quando o esfregaço periférico indica anemia megaloblástica (demonstrada por macro-ovalócitos e neutrófilos hipersegmentados), a causa mais provável é a deficiência de vitamina B12 ou de folato.

"Quando o esfregaço periférico não é megaloblástico, a contagem de reticulócitos ajuda a diferenciar entre a toxicidade por droga ou álcool e hemólise ou hemorragia. Entre outras possíveis etiologias, o hipotireoidismo, doença do fígado, e displasias primárias da medula óssea (inclusive mielodisplasia e distúrbios mieloproliferativos) são algumas das causas mais comuns."
 

Para a revisão completa, clique aqui.

American Family Physician 79(3):203–208 © 2009 American Academy of Family Physicians
Evaluation of Macrocytosis. Joyce Kaferle e Cheryl Strzoda. Correspondências para: Joyce Kaferle jkaferle@umich.edu

Categoria: Palavras-chave: macrocitose, alcoolismo, vitamina B12, folato, avaliação, revisão clínica.
Sinopse editada por Dr. Stephen Wilkinson, Melbourne, Austrália Publicado em Global Family Doctor 16 de abril de 2010

Filiados à:
Ibero Americana Wonca AMB
Newsletter
cadastre-se e receba informações sobre a Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade
Todos os direitos reservados: Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade Desenvolvido por Link e Cérebro