Avaliação da macrocitoseHome / Avaliação da macrocitose

Na edição de 1º de fevereiro de 2009 de American Family Physician, há uma revisão clínica intitulada Evaluation of Macrocytosis (Avaliação da Macrocitose), por Joyce Kaferle e Cheryl Strzoda, que assim começa: "A macrocitose, definida de maneira geral como um volume corpuscular médio maior do que 100 fL, é encontrada frequentemente quando é realizada uma contagem sanguínea completa. As etiologias mais comuns são alcoolismo, deficiências de vitamina B12 e folato, e medicamentos. Os exames físicos e de histórico, o nível de vitamina B12, contagem de reticulócitos, e um esfregaço periférico são úteis para delinear a causa subjacente da macrocitose. Quando o esfregaço periférico indica anemia megaloblástica (demonstrada por macro-ovalócitos e neutrófilos hipersegmentados), a causa mais provável é a deficiência de vitamina B12 ou de folato.

"Quando o esfregaço periférico não é megaloblástico, a contagem de reticulócitos ajuda a diferenciar entre a toxicidade por droga ou álcool e hemólise ou hemorragia. Entre outras possíveis etiologias, o hipotireoidismo, doença do fígado, e displasias primárias da medula óssea (inclusive mielodisplasia e distúrbios mieloproliferativos) são algumas das causas mais comuns."
 

Para a revisão completa, clique aqui.

American Family Physician 79(3):203–208 © 2009 American Academy of Family Physicians
Evaluation of Macrocytosis. Joyce Kaferle e Cheryl Strzoda. Correspondências para: Joyce Kaferle jkaferle@umich.edu

Categoria: Palavras-chave: macrocitose, alcoolismo, vitamina B12, folato, avaliação, revisão clínica.
Sinopse editada por Dr. Stephen Wilkinson, Melbourne, Austrália Publicado em Global Family Doctor 16 de abril de 2010

PARCEIROS

AFILIADOS