Busca Junte-se a nós

Currículo medico sobre bem-estar deveria incluir estratégias de autoajuda e assistência a outros

O objetivo desta pesquisa quantitativo de estudantes médicos de cinco universidades na Austrália e na Nova Zelândia em novembro de 2007 era explorar a visão dos estudantes de medicina a respeito de serviços de apoio, estigma, e o ensino do bem-estar à luz de suas experiências de estresse e angústia. 1328 estudantes completaram a pesquisa (taxa de resposta de 26%).

Setenta e um por cento dos estudantes tinham conhecimento dos serviços de apoio em sua universidade. Destes, 46% acreditavam que os serviços eram divulgados adequadamente, e 49% já haviam usado os serviços eles mesmos conheciam alguém que o fizera. De forma geral, 70% dos estudantes tinham seu próprio clínico geral, mas este número caiu para 45% entre os estudantes internacionais (significativo). Cinquenta e cinco por cento dos estudantes acreditam que há um estigma associado a ser um estudante de medicina sob estresse e angústia. Cinquenta e seis por cento dos estudantes acreditam ter ensino formal sobre estresse e angústia. O que os estudantes mais queriam era aprender métodos para ajudar outros a lidar com isso e preferiam ser ensinados através de palestras formais.

Os pesquisadores concluíram: "O currículo medico sobre bem-estar deveria incluir estratégias para autoajuda e assistência a outros, e foco na diminuição do estigma. Serviços de apoio adequados e bem divulgados são necessários para complementar este ensino, particularmente para estudantes internacionais."

O ensino de tais estratégias de autoajuda pode também ajudá-los a praticar as técnicas com futuros colegas ou pacientes, assim como usá-las neles mesmos.

Para o artigo completo, clique aqui.

MJA 192(4):188-190, 15 de fevereiro de 2010 © The Medical Journal of Australia 2010
Painting the picture: Australasian medical student views on wellbeing teaching and support services. James M Hillis, William R G Perry, Emily Y Carroll et al. Correspondências para:

Categoria: P. Psicológico, PT. Treinamento Profissional. Palavras-chave: estudantes de medicina, visões, bem-estar, ensino, serviços de apoio, pesquisa quantitativa, observatório de revistas.
Sinopse editada por Dr Stephen Wilkinson, Melbourne, Austrália. Publicado em Global Family Doctor 9 de abril de 2010