Busca Junte-se a nós

O risco de suicídio varia com diferentes antidepressivos?

Estes autores dos EUA avaliaram o risco de suicídio e tentativas de suicídio associadas a agentes antidepressivos individuais. Eles analisaram um coorte canadense de usuários incidentais de agentes antidepressivos com 18 anos de idade ou mais entre 1º de janeiro de 1997, e 31 de dezembro de 2005. Ele foi composto de residentes de British Columbia que haviam iniciado terapia antidepressiva e tinham diagnóstico registrado de depressão.

Eles descobriram que: "Numa população de 287.543 adultos com 18 anos de idade ou mais tendo iniciado terapia antidepressiva, observamos taxas de resultados variando de 4,41/1000 pessoas-ano a 9,09/1000 pessoas-ano. A maioria dos eventos ocorreu nos primeiros 6 meses após o início do tratamento. Após um extenso ajuste da pontuação de propensão, não encontramos uma variação clínica significativa no risco de suicídio e de tentativa de suicídio entre os agentes antidepressivos comparados com início de cloridrato de fluoxetina: bromidrato de citalopram, taxa de risco = 1,00; maleato de fluvoxamina, taxa de risco = 0,98; cloridrato de paroxetina, taxa de risco = 1,02; e cloridrato de sertralina, taxa de risco = 0,75. Comparados a inibidores seletivos da recaptação de serotonina como uma classe de medicamentos, outras classe, inclusive os inibidores da recaptação da serotonina-norepinefrina, agentes tricíclicos, e outros agentes novos e atípicos tiveram um risco semelhante. A restrição para pacientes sem uso de antidepressivos nos 3 anos anteriores reduziu ainda mais as diferenças aparentes entre os grupos."

Os autores concluíram que: "Nosso achado de taxas iguais de eventos com vários agentes antidepressivos apoia a decisão da Food and Drug Administratio (Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA, FDA) de tratar todos os antidepressivos da mesma maneira em seus alertas. As decisões de tratamento devem se basear na eficácia, e os médicos devem ser vigilantes no monitoramento após o início da terapia com qualquer agente antidepressivo."

Estes dados são de uma população grande o bastante para serem tranquilizadores.

Para o resumo completo, clique aqui.

Arch Gen Psychiatry 67(5):497-506, Maio de 2010 © 2010 para a American Medical Association
Variation in the Risk of Suicide Attempts and Completed Suicides by Antidepressant Agent in Adults-A Propensity Score-Adjusted Analysis of 9 Years’ Data. Sebastian Schneeweiss, Amanda R. Patrick, Daniel H. Solomon, et al. Correspondências para: Dr. Schneeweiss: schneeweiss@post.harvard.edu

Categoria: P. Psicológico. Palavras-chave: suicídio, depressão, antidepressivos, inibidores seletivos da recaptação de serotonina, inibidores da recaptação de serotonina-norepinefrina, tricíclicos, estudo de coorte, observatório de revistas.

Sinopse editada por Dr Linda French, Toledo, Ohio. Publicado em Global Family Doctor 18 de maio de 2010. Traduzido para o Português pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, revisão técnica por Leonardo C M Savassi.