Busca Junte-se a nós

Xantelasma como um prognosticador do risco cardiovascular

Este grupo de pesquisadores dinamarqueses investigou se a presença de xantelasma e/ou arco senil prevê problemas cardiovasculares através de um estudo coorte com base na população, o Estudo Copenhagen City Heart. O estudo incluiu 12745 pessoas sem doença cardiovascular com idades entre 20 e 93 anos e sem doença vascular isquêmica seguidas por 33 anos com 100% de acompanhamento.

Os pesquisadores descobriram: “Multifatoriedade com taxas ajustadas de riscos/odds ratio para pessoas com versus pessoas sem xantelasma foi 1,48 para infarto do miocárdio, 1,39 para doença cardíaca isquêmica, 0,94 para acidente vascular cerebral isquêmico, 0,91 para doença cerebrovascular isquêmica, 1,69 para aterosclerose grave, e 1,14 para morte. As taxas correspondentes de riscos/odds ratio para pessoas com versus pessoas sem arco senil não foram significativas. Nas pessoas que tinham tanto xantelasma quanto arco senil, em comparação às que não tinham, as taxas de riscos/odds ratio foram 1,47 para infarto do miocárdio, 1,56 para doença cardíaca isquêmica, 0,87 para AVC isquêmico, 0,86 para doença cerebrovascular isquêmica, 2,75 para aterosclerose grave, e 1,09 para morte. Em todos os grupos etários tanto entre homens quanto entre mulheres, o risco absoluto por 10 anos de infarto do miocárdio, doença cardíaca isquêmica e morte aumentou na presença de xantelasma. Os riscos absolutos por 10 anos de doença cardíaca isquêmica de 53% e 41% foram encontrados em homens com idades entre 70 e 79 anos com ou sem xantelasma. Valores correspondentes nas mulheres foram 35% e 27%”.

Os pesquisadores concluíram: “Xantelasma prevê risco de infarto do miocárdio, doença cardíaca isquêmica, aterosclerose grave e morte na população em geral, independentemente dos já conhecidos fatores de risco cardiovascular, incluindo concentrações de colesterol plasmático e triglicerídeos. Em contraste, arco senil não é um importante preditor de risco independente”.

Este estudo conclui que a presença de xantelasma é um preditor independente de risco cardiovascular

Para ler o resumo completo, clique aqui.

BMJ 343:d5497, 15 de setembro de 2011 © 2011 BMJ Publishing Group Ltd.
Xantelasma, arco senil, doença vascular isquêmica e morte na população em geral: um estudo coorte prospectivo. Mette Christoffersen, Ruth Frikke-Schmidt, Peter Schnohr, Gorm B Jensen, Børge G Nordestgaard, Anne Tybjærg-Hansen,. Correspondências a A Tybjærg-Hansen: at-h@rh.regionh.dk

Categoria: F. Olho, K. Circulatório. Palavras-chave: xantelasma, arco senil, risco cardiovascular, morte, infarto do miocárdio, estudo coorte prospectivo, Journal Watch.
Sinopse editada por Dr Paul Schaefer, Toledo, Ohio. Publicado em Global Family Doctor em 18 de outubro de 2011